“Intorno” – Exposição e projeto final do Mestrado em Praticas Artísticas Contemporâneas, FBAUP, Porto

SONY DSCSONY DSCSONY DSCSONY DSCSONY DSCSONY DSCSONY DSCSONY DSCSONY DSCSONY DSCSONY DSC

Intorno

Em analise matemática e em topologia um conjunto é dito intorno (I) de um ponto se contém um conjunto aberto contendo esse ponto. Trata-se de um conceito fundamental que está na base das noções de função matemática e limite. O intorno de um ponto x0, ou seja I(x0), é intuitivamente um conjunto de pontos próximos ao ponto x0.

O meu intorno consiste daquele intervalo aberto, do lado direito e do lado esquerdo, no centro do qual existo eu. Na verdade, tendo em consideração uma predileção pela forma da esfera, interessa-me antes de tudo o raio de ação que se abre a partir desse ponto.

Estive a pesquisar sobre a tradução para português da palavra intorno, em termos matemáticos e topográficos, mas também nos seus aspectos sensíveis e humanos. A palavra que encontrei e que melhor se identifica com o conceito do meu intorno é vizinhança.

Intorno e vizinhança falam acerca da mesma esfera, ainda que a partir de olhares e perceções subtilmente diferentes, os quais se irão integrar totalmente uns com os outros, tornando-os assim fundamentais através da sua existência recíproca; quer dizer, o meu conceito de intorno não pode existir sem o conceito de vizinhança.

A esfera no centro da qual eu me coloco é uma nuvem que contém os pontos da minha vida, eventos e manifestações que aconteceram um dia, que acontecem agora e que vão ainda acontecer.

As coisas existem e podem influenciar-nos mesmo se não as vemos, se ainda não se manifestaram ou se ainda não as conhecemos. têm o aspeto de nebulosas, estruturas porosas que se mexem cruzando-se, afastando-se, aproximando-se, fundindo-se ou voltando a separar-se. A troca é continua, existe mas não é definível no absoluto.

No meu intorno assumo a totalidade e a coexistência dos tempos e dos espaços, porque eu vivo deles e eles vivem em mim, a única ação que me permito é aquela de restringir o campo de pesquisa, limitando a discussão aos pontos de reflexão que caraterizaram o meu trabalho artístico dos últimos tempos.

A minha pratica artística, como meio de expressão do ser, as peças que produzi, as quais viram a luz nos últimos anos, os pontos de reflexão e as questões que levantei no passado e que ainda estou a investigar são partes integrantes e integradas em mim. A dimensão do meu eu no meu agora é a continua manifestação das conexões que compõem o meu intorno. O intorno tem aparência heterogénea mas orgânica.

A liberdade depende da capacidade de alusão e alusão é feita de linhas e conexões. O meu pensamento desliza nestas linhas com a certeza que pode flutuar na totalidade deste universo.

Serena Barbieri

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo di WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google photo

Stai commentando usando il tuo account Google. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

Connessione a %s...